Sobre Perdão

Lendo um texto antigo do Oswaldo Montenegro sobre perdão, terminei me lembrando das conclusões a que eu mesmo havia chegado sobre o tema, há um bom tempo.

Tenho a impressão de que o perdão fácil é egoísta. É mais fácil você viver a vida perdoando, poor incrível que pareça. É preciso talvez um pouco de coragem pra isso, já que a sociedade pode cismar que você é idiota, mas é mais fácil, você tem menos coisas com o que se preocupar, fica mais leve. Mas o perdão pronto não é a melhor coisa a ser feita.

Como você cria uma criança com "perdão pronto" pra cada traquinagem? Sem nem um segundo de bronca, sem nada. Ela quebra o celular da visita, diz "desculpe" e você responde "tudo bem". Isso não funciona! Porque o perdão sem arrependimento é uma das piores coisas que tem, você está convidando a pessoa a errar mais uma vez.

Penso que é importantíssimo perdoar e agindo assim, a própria pessoa que deixou de perdoar está se cobrindo de sombras, mas se realmente se importa com quem errou tem que perdoar quando sentir que quem errou se arrependeu, de outro modo vai estar só "tirando o seu da reta".

E mesmo de uma maneira resumida, eu comentei o post lá na época...

Special: 
Avalie: 
No votes yet

Comentar