OpenPandora: um videogame portátil livre

Pandora em ação

Imagine um videogame portátil parecido com o Nintendo DS, mas com uma tela apenas, com dois analógicos além do direcional e que roda GNU/Linux/XFCE. Não precisa imaginar, ele existe e se chama Pandora.

Um pouco maior que um Nintendo 3DS, o Pandora:

  • vem com um Sistema Operacional completo, sem travas (GNU/Linux baseado na distribuição Ångström)
  • tem processador ARM Cortex-A8 de 600 MHz
  • processador para video PowerVR SGX, com 3D GPU, operando a 800x480 em tela sensível ao toque
  • 512M de memória Flash, mas com suporte a cartão SD (inclusive pode dar boot de outro Sistema Operacional a partir de um cartão)
  • a propósito, possui 2 entradas para cartão SD, suportando cartões de até 32G
  • acessa redes sem fio - Wifi
  • se comunica por Bluetooth
  • tem porta USB 2.0 e uma mini-USB
  • tem saída para TV
  • além da tela sensível ao toque, oferece um direcional, dois direcionais analógicos, além de 6 botões de ação e 43 botões QWERTY (incluindo numéricos)
  • microfone interno
  • autofalantes stereo e saída para fone de ouvido
  • bateria que suporta mais de 10 horas de jogo!

Com ele você pode:

  • Jogar jogos livres como Armagetron, SuperTux e Battle for Wesnoth
  • Jogar jogos emulados nas diversas plataformas de até 64 bits
  • Navegar na Internet
  • Programar código-fonte
  • Enfim, qualquer coisa que possa ser feita em um computador (a tela é pequena demais? saída pra TV talvez ajude, até certo ponto; as teclas são muito emprensadas? plugue um teclado USB!)

Como nem tudo é perfeito, temos um problema: o preço. Um computador portátil desses custa 370 euros, sem levar em conta frete e imposto de importação. Difícil eu botar as mãos em um desses. Quem sabe um dia...

Special: 
Avalie: 
Average: 2.5 (4 votes)

Comentar