As Ironias do Cristianismo

Pode até ser uma percepção equivocada da minha parte, mas vejo duas grandes ironias na História do Cristianismo.

Primeira ironia. Havia uma instituição religiosa que definia o que pode ser feito, que punia os pecadores, etc e tal. Era uma "elite espiritual" acima de todos. Então Jesus aparece e diz "Calma aí! Não precisa nada disso! O que vale é o sentimento de cada um, sem essa de instituição mandando em você, é só ser bom!" Aí passa um tempo, ele morre (como preso político, com envolvimento desses religiosos, diga-se de passagem) e depois de uns cem anos criam uma nova instituição religiosa e burocrática de uma nova "elite espiritual" usando o nome dele.

Segunda ironia. Lutero se revoltou com o que a Igreja Católica estava fazendo na sua época. Principalmente a venda de um lugar no céu. Os ricos poderiam pagar em dinheiro e bens para terem seus pecados perdoados e seus lugares no céu garantidos. Revoltante mesmo. Assim, Lutero encabeçou a Reforma Protestante. Hoje, parte das instituições religiosas que se denomina protestantes vendem milagres e lugar no céu...

Posso estar errado, mas é como eu percebo as coisas. Você pensa igual? Diferente? Comenta aí! :-)

Special: 
Avalie: 
Average: 5 (1 vote)

Comentar