Gamificando a Política

Fast Food da Política

Na minha opinião, a Corrupção não é o maior problema da política brasileira. Tampouco é o excesso de partidos, excesso de impostos, o financiamento empresarial de campanhas, o congresso ultraconservador, etc, etc. Tudo isso são sintomas de um problema ainda maior, alimentado pela grande mídia no dia a dia: o afastamento da política.

Ocupantes de cargo político são representantes da população. Quanto mais a população se afasta do entendimento de como funciona a Política e das ações de seus representantes, mais esse modelo tende a dar errado. É urgente que as pessoas se envolvam no processo democrático! É preciso que acompanhem o que acontece, saiam de suas cavernas (e que saiam para a Luz - onde pode haver debates saudáveis em prol de todos - e não para uma caverna maior onde haja uma seita de culto ao ódio). É preciso (e me incluo também) estudarmos e entendermos cada vez mais o funcionamento do nosso sistema político, como age, do que é feito e como podemos interferir.

Para resolver este último ponto, uma turma está planejando um conjunto de jogos. São jogos (pense em "jogos de tabuleiro" e "dinâmicas" e não em "jogos eletrônicos"/videogames) que tem como objetivo ajudar a ensinar como funciona a Política. É o Fast Food da Política! Um projeto muito interessante e que está precisando de financimento social para vingar (restam poucos dias). Visitem a página deles no Catarse e, se gostar da ideia, ajude com o projeto!

A Constituição começa nos dizendo que "todo o poder emana do povo". Com grandes poderes, vem grandes responsabilidades! Só com conhecimento, o povo poderá utilizar sabiamente esse poder (e não ser manipulado por interesses toscos, nem ter esse poder, mais uma vez, tomado à força).

Avalie: 
No votes yet

Comentar