Esquerda e Direita

Na política, a essa altura acho que já ficou claro para quase todo mundo que esquerda não significa "oposição".

A Esquerda é um conceito amplo e geral demais, que muda seu formato exato a depender do local onde é utilizado. De modo geral, entendo o conflito Esquerda X Direita como um reflexo da guerra de classes sociais: a Esquerda defendendo interesses das camadas menos favorecidas da população, a Direita defendendo os interesses das mais abastadas.

A Esquerda tende ao Comunismo. Quando se fala de Extrema Esquerda, frequentemente significam grupos que defendem uma revolução que coloque o Estado inteiramente na mão da classe trabalhadora.

Direita por outro lado defende o interesse dos grandes empresários e investidores e banqueiros... Claro, também há a defesa de valores religiosos, morais.

O resumo da história (e esta é apenas minha opinião) é que não temos Direita e Esquerda grandes o suficiente para se destacarem no Brasil.

O PT, que tem se vendido como Esquerda, há muito tempo não o é. Tem uma política social-democrata de conciliação de classes que pode até ser melhor do que nada, mas se afasta muito dos interesses dos trabalhadores. Não foram poucas as vezes em que direitos nossos foram jogados no lixo em negociações, mesmo na "Era PT".

O que se tem entendido por Direita por aqui não são políticos defensores da ideologia burguesa. Pior que isso: são os próprios empresários, bancários e burgueses que ocupam o espaço político do que se vende como Direita.

No fim, falta gente com projeto de país, com amor à terra em que pisam, independente de serem de Direita ou de Esquerda.

-- Cárlisson Galdino

P. S.: Acredito que há sim Esquerda, mas longe dos holofotes. Como possivelmente o é o PCB, tema recente do Politicast.

P. S.: Imagem original do post.

Special: 
Avalie: 
Average: 3.5 (2 votes)

Comentar