Aldemir, o Geek

Falando-se em geeks, vamos começar pelo artigo Obrigatório para Geeks, de 15 de setembro de 2006. Nele, o Aldemir apresentava o filme Os Piratas do Vale do Silício, um filme que se propõe a contar a história da Microsoft e da Apple. Uma vez que conheço bastantes dos “truques” historicamente utilizados por aquela, estou inclinado a discordar do Aldemir e concordar com o roteiro na forma como Bill Gates é retratado. No mais, o filme é realmente muito bom e também o recomendo para todos os que ainda não o viram. Aproveito a ocasião para recomendar um outro filme muito bom – este fictício. Ameaça Virtual tem tudo a ver com Software Livre e mostra uma empresa canalha claramente inspirada na Microsoft, mas muito mais malévola que a original.

Em 28 de setembro, o assunto era a urna eletrônica. 10 anos de votação eletrônica. Nele, Aldemir disse desconfiar da segurança, mas não muito. Mais o preocupara a falta de um botão próprio para se votar Nulo (como tem o botão para voto em Branco). Quanto à segurança, há uma discussão sobre o assunto, que é muito polêmico. Confesso que ainda não me aprofundei realmente no tema (ou pelo menos não me recordo), mas já tive oportunidade de ver bem a ponta do iceberg há muito tempo: é interessante a questão.

Beleza falsa? Em 18 de outubro, foi publicado um vídeo mostrando a metamorfose – com ajuda de programas de edição – de uma mulher numa daquelas criaturas femininas artificiais de propagandas de xampu.

Em 8 de dezembro o Aldemir publicou um excelente comparativo entre as propostas de notebooks para uso na Educação. XO OLPC, Classmate PC, Mobilis e Cowboy: Alternativas para a inclusão digital nas escolas.

Para finalizar a minha seleção de artigos “geek” do Aldemir, deixo o penúltimo artigo de seu blog, que foi Como deixar o VLC com cara de Windows Media Player 11 no Ubuntu, em 3 de fevereiro de 2007. Para os que não conhecem, o VLC é um ótimo player de “tudo menos Real”. Ele toca mp3, DIV-X, DVD, OGG, .mov e até .flv. Tem versão para vários Sistemas Operacionais, o que inclui o Windows e o GNU/Linux.

Este artigo é especialmente útil por algumas razões:

  1. o VLC oferece um visual muito simplório e esquisito na forma como vem “de fábrica”;
  2. acredito que muita gente sequer saiba que o VLC oferece suporte a temas. Afinal, por que alguém distribuiria um software com visual feio que chega choca usuários leigos acostumados com requintes visuais de outros players? Quando poderia apresentar um visual mais trabalhado? Eu mesmo não sabia até ver este artigo;
  3. Ao contrário do que pode parecer pelo título, o suporte a temas no VLC funciona também em outros ambientes.

Somente uma ressalva: em alguns casos, o perfil VLC do usuário ficou inutilizável e o VLC simplesmente travava logo na inicialização após aplicar tema. Em GNU/Linux você resolve apagando a pasta “.vlc” no seu diretório pessoal (HOME) que ele volta à configuração de fábrica. Simplesmente não faço a menor idéia de como reverter este problema quando ocorre em ambiente Windows...

Avalie: 
No votes yet

Comentar