Águia Negra

O Sol se ergue no horizonteAs Asas da Águia
A luz preenche o lugar
Gente em torno da fonte
Onde se possa olhar

Ainda é cedo pra lutar
Mas já é tarde pra fugir
Não há mais como voltar
Já é preciso partir

É vítima e não culpado
Deve lutar onde esteja
Sendo sempre desafiado

Uma águia, alguém a veja
Por ter asas, no telhado
Vítima sendo da inveja

-- Cárlisson Galdino

Avalie: 
No votes yet

Comentar