Warning Zone #22 - O Cabelo de Pandora

SATAV – agora conhecido como Grupo Satã – se reune após o assalto frustrado à Nuke³ Web Solutions e decidem assaltar o porto, no desembarque de mercadorias. Assim, Tungstênio, Montanha e Seamonkey partem rumo a Salvador no Satãmóvel, o caminhão cegonha que eles haviam roubado justamente para servir de transporte ao grupo. Horas depois, no apartamento em Floatibá,..

Pandora: Bem, eu tou um lixo!

Darrel: Por quê?

Pandora: Olha o meu cabelo! Faz um tempão que não faço escovinha.

Darrel: Isso é o de menos, Pandora.

Pandora: De menos coisa nenhuma! Pra quê que eu quero ser uma heroína e salvar o mundo e estar feia nos jornais?

Darrel: Pandora, nós...

Pandora: É sim, ó! Já pensou? Pra turma toda ficar dizendo “quem é aquela mulambenta”? Tenho que ir num salão de beleza, urgente!

Darrel balança a cabeça.

Darrel: Está bem, amor. Vamos procurar um salão aqui perto, tá?

Pandora: Ô, Bem! Te gosto tanto, sabia?!

Darrel: Também te amo, minha nega.

Pandora: Mas... Ó... Como é que eu vou confiar numa cabelereira qualquer? Tenho medo...

Darrel: Pandora...

Pandora: Bem, eu NÃO vou sair por aí bagunçada desse jeito! Não tem condições!

Darrel: Tá bem, Pandora, tá bem... Quer ir pra onde resolver isso?

Pandora: Ah, de verdade mesmo eu queria ir lá na dona Monique.

Darrel: Onde...

Pandora: Lá no bairro Folha B+.

Darrel: Lá em Stringtown!? Pandora...

Pandora: Você quer uma namorada feia assim?

Darrel: Quem disse que você está...

Pandora: Daqui a pouco você me abandona, eu feia desse jeito.

Darrel: Tá, Pandora, a gente vai lá!

Pandora: Meu amor!

Pandora beija Darrel e ao abrir os olhos já não está mais no apartamento em Floatibá. Estão os dois na rua dos Peixes, no meio do bairro Folha B+.

Pandora: Ah que massa! Bora, Darrel, é por aqui ó!

Os dois caminham por mais três ruas até que encontram um salão de beleza. A placa roza e preta traz a inscrição “Munik Hair”.

Pandora: Monique!

Monique: Pandora!? É você mesmo?

Pandora: Sou, ué!

Monique: E o que houve com sua voz? Parece até que tá falando por detrás de um ventilador!

Pandora: Poxa...

Monique: É não, minha linda, venha, chegue. Quer fazer escovinha?

Pandora: É.

Monique: Então venha, que tenho uma cliente hoje, mas não chegou ainda.

Pandora: Que sorte, né?

Monique: É sim! É uma socialite. E ele? Seu namorado?

Pandora: É sim, é meu dengo, o Darrel!

Monique: Bonito ele. Venha, Pandora, bora dar um jeito nesse cabelo.

Pandora: Bora sim!

Monique: Darrel, não é? Olha, pode ligar a TV aí, fique à vontade. A gente demora um pouquinho, mas eu devolvo sua Pandorinha ainda mais bonita.

Darrel: Ok.

Darrel vai até o sofá, pega o controle remoto e liga a TV.

Repórter: ...aqui em Salvador! Realmente algo surpreendente! Olhe as imagens!

Darrel se levanta espantado ao ver que se trata..

Darrel: Pandora! Olha!

Ela se vira rápido na cadeira.

Monique: Ai! Menina, calma!

Pandora: É o Tungstênio!

Monique: Quem!?

Darrel: Temos que ir.

Pandora: Mas...

Darrel: Depois a gente vem, prometo.

Pandora: Tá.

Darrel pega a mão de Pandora e a puxa da cadeira. Monique estica o braço para colocar no balcão as presilhas que estava segurando e ao olhar novamente para a recepção do salão, nenhum dos dois está mais lá.

P. S.; Publicado inicialmente na Revista Espírito Livre.

Avalie: 
No votes yet

Comentários

imagem de Magusta Paco

Estamos precisando desses heróis em nossas cidades, né não?

Comentar