Warning Zone #06 - Todos no QG

No episódio anterior, Pandora e Darrel foram à Sysatom Technology na intenção de resgatar Louise, quando são descobertos por Oliver e companhia.

Pandora e Darrel abraçados encaram Oliver, totalmente feito de metal, Valdid com jeito de minotauro e Arsen com corpo rochoso. Todos eles enormes e tapando a saída. Do lado, Louise se espreguiça, terminando ainda de acordar.

Tungstênio: Então finalmente os pombinhos apareceram...

Gnú: hehehe...

Darrel: É, Oliver. Estamos aqui para saber o que está acontecendo. E que história é essa de você querer “dar um jeito em nós”?

Tungstênio: Ei, para tudo! Quem é Oliver aqui? Vocês estão vendo algum Oliver?

Arsen e Valdid gesticulam concordando com o chefe, enquanto Louise abaixa a cabeça, colocando a mão na testa, como quem diz “Que idiota...”

Tungstênio: Meu nome é Tungstênio. Esse é Montanha, esse Gnú...

Gnú: Chefe?

Tungstênio: Que é?

Gnú: É que não quero ser mais Gnú.

Tungstênio: E é o quê agora?

Tungstênio encara Gnú com ar de tédio e de incômodo.

Gnú: Gnú é aquela licença chata do Linux.

Pandora: Você não sabe é de nada. Gnú é um projeto...

Gnú: Falei contigo, fía? Não? Então pronto!

Darrel: Vamos parar...

Tungstênio: Para todo mundo! Diz logo qual o nome que você escolheu agora e não enrola!

Gnú: Bull!

Tungstênio: Bull?!

Bull: É! Bull!

Tungstênio: Ok então. Voltando... Tungstênio, Bull, Montanha e Seamonkey, ali sentada. Precisamos saber como vocês se chamam.

Pandora: Bem... Ó... Meu nome vai ser em inglês também! É chique, né Bem? Quero ser a dançarina da tempestade! Stormdancer! É!

Tungstênio: E você?

Darrel: E que diferença isso faz? Nossos nomes são só bytes em uma variável, temos outros assuntos mais importantes pra tratar.

Tungstênio: Vocês nunca aplicavam regras de codificação? Padrões de nome são uma das características mais importantes, sabia?

Bull: Verdade...

Stormdancer: Bem... Vai... Escolhe um vai!

Darrel olha para o bajulador Bull e até Pandora sorrindo, esperando um nome.

Darrel: Louise, você vem conosco?

Tungstênio: Como assim?! O nome dela é Seamonkey!

Darrel: Louise?

Seamonkey: Vou nada! Fazer o quê? Vou ficar por aqui mesmo.

Darrel: Então vamos indo. Você fez sua escolha. Não ter liberdade é também uma escolha, de certa forma...

Seamonkey: No fim das contas ninguém é livre nessa merda de mundo. Nem aqui nem na Internet, nem em canto nenhum.

Darrel: Uns são menos livres que outros, dependendo do caminho que escolhem.

Tungstênio: Vamos parar de filosofia que isso aqui não é LUG!

Darrel: Tem razão. Então vamos embora. Entendam isso como um unsubscribe.

Tungstênio e os outros dois se afastam um pouco uns dos outros para poderem tapar melhor a saída.

Tungstênio: Quem disse que vocês vão sair daqui? Ainda não disseram claramente de que lado estão.

Montanha: Como não estão colaborando, acho que nem precisam dizer.

Tungstênio: É, não precisam.

Stormdancer: E agora, Bem? Que a gente faz?

Darrel: Primeiro, não vamos pactuar com suas idéias loucas de dominação mundial. Segundo, que se quer me chamar de outro nome, pode me chamar de Cigano.

 

Já está entardecendo na Praça Pimentel e em um dos bancos, um casal ofegante olha para o vazio.

Pandora: Bem, como foi isso? Como a gente veio parar aqui? Não faz sentido.

Darrel: Amor, já viu o nome dessa série? É Warning Zone! Numa zona de warnings, nada precisa fazer sentido!

Pandora: Faz sentido...

Darrel: Eu tenho poderes como todos nós.

Pandora: Eu não tenho. Só tenho essa voz medonha...

Darrel: Você vai ver que tem. Mas vamos procurar uma pousada pra dormirmos.

Pandora: Pousada?

Darrel: Acha seguro voltar pra casa?

Pandora: Ih, verdade...

Darrel: Então vamos. Estou com a carteira e os documentos ainda...

P. S.: Episódio publicado na Revista Espírito Livre.

Avalie: 
No votes yet

Comentar