Escarlate III #25 - Que Fazer?

Escarlate III #35 - Que Fazer?

- Onde vocês estavam? - Eve pergunta, aproximando-se do grupo.

- Ubaen pressentiu alguma coisa e me puxou pra outro mundo. - Gloanloi responde - Acho que nos projetou pro mundo das fadas ou qualquer coisa parecida. E quanto a você? Parece que não foi atingida!

- Não sei o que houve.

Ela se aproxima de Viex. Os últimos ferimentos vão se fechando sob a prece de Ubaen, mas ele continua parado.

- Ele vai sobreviver?

- Vai.

- Ora, Eve, trocou de roupa!

- Encontrei qualquer coisa. E Azkelph...

- Isso! Estou curioso para sabe como foi que tudo isso aconteceu. Olha só os grifos!

Eve olha rapidamente para a triste imagem daqueles animais estraçalhados por fogo mágico – ou seja lá o que foi aquilo.

- Isso não importa. Azkelph fugiu! Está em Wiogee.

- Como!? - Gloanloi muda instantaneamente sua expressão, enquanto Ubaen para o que estava fazendo para prestar também atenção às palavras de Eve. - Você quer dizer que ele partiu para lá, não é? Não está me dizendo que já chegou, está?

Eve vira lentamente o rosto na direção de Zand. Ele percebe a mensagem e muda a melodia para que possa localizar mais uma vez o perigoso mago. Então conclui.

- Sim, ele já está lá. Já chegou a Cyad Woe.

- Droga! - Gloanloi dá um salto e assobia.

- O que está fazendo?!

- Temos que chegar lá o quanto antes! Ele vai fazer um estrago no castelo!

- Eu sei, Gloanloi, mas não temos como chegar cedo o suficiente. Não há como chegarmos a tempo. A viagem de vinda durou mais de um dia!

- Não importa.

Ele fala, prendendo seu escudo às costas, enquanto um belo cavalo alado se aproxima do solo. Um cavalo que impõe respeito. Forte e de uma nobreza incomum em animais de qualquer espécie.

- Alguém tem que agir rápido! Cada minuto perdido pode significar uma vida perdida.

Ele monta em seu belo transporte e decola velozmente logo em seguida.

Eve se senta perto de Zand e abaixa a cabeça.

- Ele venceu.

- Não, Eve. Ele não venceu. - Zand responde serenamente. - Ele pensa que nos destruiu com essa... Essa armadilha. Ele pensa que nos destruiu e cá estamos nós: vivos.

- E em que isso importa agora?! A esta altura o rei Elbva já deve estar morto. Eles vão conseguir articular o golpe em Wiogee e atacar Surdi. Vão imprensar o exército de Surdi atacando com as forças de Wiogee e de Noak ao mesmo tempo. E dominando Surdi, o que restará então?

Zand para por um momento pensativo. Então volta a tocar sua lira por alguns instantes.

- Rei Elbva ainda está vivo. Está no castelo.

- De que isso adianta? Não há como impedirmos Azkelph agora!

- Calma, Eve. A guerra não acabou.

- Será que não!? E sabe do que mais? Por que estamos nessa guerra afinal?! A nossa briga era contra os Raxx e eles já se foram! No fim das contas em que essas mudanças de poder vão interferir em nossas vidas? A gente devia deixar isso pra lá.

- Não, Eve. Não acho. Você sabe tanto quanto eu que se eles conseguirem poder vão cobrir nossas terras com um manto de escuridão. O crime não será mais punido. Será incentivado, ao menos o crime dos seus aliados, que não são poucos. - Ele se levanta. - Além do mais, os Raxx não foram destruídos: ainda falta um.

- Sim, sua vingança, claro. Mas esse Raxx você nem conhecia.

- Não falo do Raxx “de sangue”. Falo do mago.

- Como odeio magos! E agora a gente...

Ubaen se levanta e entra na conversa.

- Seu ódio à magia é o que te protegeu, Eve.

- Como assim?

Ao invés de responder com mais detalhes, ela simplesmente olha ao redor e começa a caminhar.

- Aonde vai?

- O que houve hoje foi terrível, um crime contra a Vida. Preciso procurar sobreviventes.

Ela simplesmente sai. Eve e Zand se olham e sorriem, talvez por desespero.

- Que grupo nós arrumamos, não é, meu bardo?

- Ultimamente não tenho tido muita sorte para grupos...

Eve gargalha por perceber a que grupo Zand se refere.

- Ai, minha cabeça...

- Viex!

- O que aconteceu por aqui!? Por que eu estou... nesse estado...

- Uma armadilha, bardo. - Eve responde. - E agora neste momento Azkelph deve estar com o cajado no pescoço do rei de Wiogee.

- Como!? E onde estão... - Viex gira a cabeça para os lados procurando os outros membros do grupo.

- Estão bem. - Zand responde. - Se não levarmos em conta o juízo, eu acho... Gloanloi foi embora em seu cavalo voador; Ubaen está procurando sobreviventes.

- É, estão tentando fazer sua parte... - Viex responde à crítica. - E nós três? O que podemos fazer?

Avalie: 
No votes yet

Comentar