Escarlate III #05 - Um para Dois

Escarlate III #05 - Um para Dois

- Como assim nós dois num cavalo!? - Breig se espanta, conversando com Uglu e Viex. O sacerdote Oacos acompanha a cena sem intervir.

- É necessário.

- Necessário é o escambau! A gente vai ali na feira e compra cavalos.

- Você acha que eles não estão controlando isso?

- Mas que ideia! Negócio sem futuro isso! Você, Uglu, não diz nada!?

Uglu dá de ombros e continua em silêncio.

- Se serve de consolo, ele teve uma reação parecida com a sua. - Viex fala, pacientemente. -, mas entendeu que é necessário. Muito pior vai ser para mim, que vou a pé.

- Mas isso é loucura! A gente vai fugir da cidade por conta de uma paranóia sua?

- Bom, meu caro pseudomago, é muito mais prático para mim simplesmente deixar vocês dois aqui e me mandar a cavalo: estou dando uma oportunidade de fuga, me sacrificando por isso, em consideração a vocês.

- Ele tem razão, Breig. Além do mais, não é nada demais isso. Quantas vezes eu e Dli tivemos que dividir...

- É diferente, tá? Vocês eram irmãos!

- Olha, vamos lá! Deixa de frescura que temos pouco tempo – Viex intervém. - Estou partindo agora e preciso saber se vocês vão querer vir comigo ou não.

- Tudo bem, nós vamos.

 

Calmamente, Viex caminha pelas ruas de Beniw. Aparentando estar distraído, mas com instintos atentos a qualquer movimento.

“Pena que eu não possa acionar Janliet. Hoje em dia não sou nada sem ela, é o que vejo.”

A tensão é grande e ele percebe olhares vindo de lugares diversos.

É o telhado da pousada, são os velhos conversando na praça, são olhos dentro de uma janela de uma casa supostamente abandonada... Muitos olhos a Dessurdi tem.

Viex prossegue na mesma estratégia. Já pensa em como será um combate, caso seja descoberto. As chances são poucas. Canções de encantamento podem ser úteis contra homens comuns, mas têm sua eficácia muito reduzida quando usadas contra mentes mais astutas.

“Mais uma esquina e até agora nada. Isso é bom. Talvez tenha sido mesmo uma boa ideia ter vindo a pé.”

“Alguns me viram a cavalo e podem ter me descrito e espalhado informações por aí a meu respeito. Indo desmontado, eu tenho uma chance de despistá-los. Breig e Uglu vindo como pobres viajantes também podem enganá-los, e trarão minha montaria até mim. De quebra, ainda os convenço a vir comigo a Dri Gnat e começarmos a planejar uma reação.”

As ruas vão passando e Viex pouco a pouco vai deixando a cidade. Eis que finalmente ele se vê do lado de fora. Continua caminhando até perder a cidade de vista e encontrar uma árvore à beira da estrada. Uma árvore alta e de folhas alaranjadas nessa época do ano. Senta-se lá e espera a dupla vir também.

 

Galopes, de repente. Viex tem ímpeto de se levantar em prontidão, mas ao invés disso espera: podem ser meros viajantes apressados.

Ele olha e percebe: são os dois! Estão fugindo de um grupo também a cavalo.

“Droga! O plano não funcionou tão bem assim!”

Viex se levanta e olha para a cena com uma curiosidade de camponês. Ao se aproximar o quarto e último dos perseguidores, porém, ele salta já golpeando com Janliet. A lâmina arranha um pouco as costas do cavaleiro, que se esquivara ao perceber o perigo. A esquiva o salvou de um corte mortal, mas ao preço de desequilibrá-lo. Por pouco ele não leva ao chão mais um dos seus.

- O que...

Antes que os três ajam, Viex sorri ao se perceber longe da cidade e golpeia o ar com fúria, fazendo o ar passar pelos furos de sua flauta Janliet, produzindo uma melodia simples, mas encorajadora.

Do outro lado, Breig gesticula confiante. Assim os três perseguidores de antes se veem encurralados: de um lado Viex; do outro, o que lhes parece um mago.

Um dos três faz seu cavalo saltar a cerca do terreno ao lado mas cai.

Um objeto brilhante voa rapidamente em direção a Viex, que se esquiva. A esquiva abre o caminho que aqueles homens queriam e os dois bandidos partem em disparada.

- Vocês estão bem?

- Uglu foi ferido no braço. Fora isso, estamos sim.

- Agora temos dois cavalos a mais. Vamos indo! Temos que chegar em Dri Gnat em poucas horas. - Viex aponta em direção à cidade de Beniw, enquanto se aproxima de um dos cavalos – Eles vão chamar reforços e depois disso vão patrulhar as estradas ao redor daqui, portanto temos que ir o quanto antes.

- Não vamos a Dri Gnat.

- Vocês tem certeza?

- Agradeço o convite, mas o mar me chama.

- Que seja. Vamos logo! Temos que galopar para longe daqui.

Viex anida se assegura da morte dos dois antigos amos daqueles dois cavalos. Então os três amigos partem, cada um em sua própria montaria. Viex vai para Dri Gnat, enquanto Uglu e Breig seguem rumo ao litoral.

Avalie: 
No votes yet

Comentar