Seu Papai Noel

Seu Papai Noel

Seu Papai Noel
Que nesse Natal
Ninguém passe fome
Ninguém passe mal
Pra que a alegria
Possa ser total

Que os homens que têm
O mundo na mão
Se esqueçam que existe
Aquele botão
Capaz de fazer
Só destruição

Que nesse natal
Minha mãe e meu pai
Estejam comigo
Que não briguem mais
Pelo menos hoje
Que exista paz

Que os homens na rua
Não vejam o sinal
Com crimes e crimes
E achem normal
Que pensem nos outros
Sejam menos maus

Seu Papai Noel
Não quero brinquedo
Se eu não puder
Bulir, meter o dedo
Ver como é por dentro
Ver cada segredo

Eu quero aprender
Como é esse mundo
Pra quando eu crescer
Depois dos estudos
Torná-lo melhor
Poder mudar tudo

Se quem tem poder
Na palma da mão
Não quer melhorar
A situação
Eu poder fazer
Com minha geração

Pra que ter presente
Sem ser pra nós dois?
Que brinque sozinho
Num vidro, sem nós?!
Eu quero quebrar!
E ajeitar depois!

Seu Papai Noel
Não quero brinquedo
Se eu não puder
Copiar ligeiro
Para os meus amigos
Para o mundo inteiro

Eu quero poder
Com amigos e amigas
Compartilhar tudo
Momentos, cantigas
Livros e brinquedos
Por toda essa vida

Porque, meu velhinho
Seu Papai Noel
Tudo que há de bom
Nunca foi "só meu"
Quem não compartilha
Não irá pro céu

Seu Papai Noel
Não quero presente
Dê pra quem precisa
Pois tem tanta gente
Com fome, com frio
Sem casa e carente

Pra quê um brinquedo
Se tem tanta gente
Que nem tem comida
Nem casa decente
Só têm uns aos outros
E a dor permanente?

Seu Papai Noel
Peço um compromisso
Dê pra todo mundo
Só o que for preciso
Não vai faltar nada
É só ter juízo

Devolva o autorama
Dos fíos de papai
Na loja e o dinheiro
Pegue e vá atrás
Do que tanta gente
Precisa bem mais

Que nesse Natal
Pense em nós primeiro,
Pobres e o Natal,
Peço em derradeiro,
Que se for assim
Dure o ano inteiro

AnexoTamanho
PDF icon Seu Papai Noel (em PDF)827.88 KB
Avalie: 
Average: 3.9 (49 votes)

Comentar