religião

As Ironias do Cristianismo

Pode até ser uma percepção equivocada da minha parte, mas vejo duas grandes ironias na História do Cristianismo.

Primeira ironia. Havia uma instituição religiosa que definia o que pode ser feito, que punia os pecadores, etc e tal. Era uma "elite espiritual" acima de todos. Então Jesus aparece e diz "Calma aí! Não precisa nada disso! O que vale é o sentimento de cada um, sem essa de instituição mandando em você, é só ser bom!" Aí passa um tempo, ele morre (como preso político, com envolvimento desses religiosos, diga-se de passagem) e depois de uns cem anos criam uma nova instituição religiosa e burocrática de uma nova "elite espiritual" usando o nome dele.

Segunda ironia. Lutero se revoltou com o que a Igreja Católica estava fazendo na sua época. Principalmente a venda de um lugar no céu. Os ricos poderiam pagar em dinheiro e bens para terem seus pecados perdoados e seus lugares no céu garantidos. Revoltante mesmo. Assim, Lutero encabeçou a Reforma Protestante. Hoje, parte das instituições religiosas que se denomina protestantes vendem milagres e lugar no céu...

Posso estar errado, mas é como eu percebo as coisas. Você pensa igual? Diferente? Comenta aí! :-)

Special: