artigo

7-zip: compressão de alta qualidade e livre

7-zip para Windows

Usuários Windows são acostumados a usar um programa para compressão e descompressão de arquivos, com janela própria. O WinZip já foi muito popular nesse nicho, sendo superado (foi?) pelo WinRar. Hoje não sei qual é o mais usado, mas sei que existe uma excelente alternativa publicada como software livre: 7-zip.

Traduzindo do site do projeto, aqui está uma lista das principais qualidades do 7-zip:

  • Alta taxa de compressãon o formato 7z, com compressão LZMA e LZMA2;
  • Formatos suportados:
    • Compressão/descompressão: 7z, XZ, BZIP2, GZIP, TAR, ZIP e WIM
    • Apena descompressão: ARJ, CAB, CHM, CPIO, CramFS, DEB, DMG, FAT, HFS, ISO, LZH, LZMA, MBR, MSI, NSIS, NTFS, RAR, RPM, SquashFS, UDF, VHD, WIM, XAR e Z.
  • Para os formatos ZIP e GZIP, 7-zip fornece taxa de compressão de 2 a 10% maior que a fornecida pelo PKZip e pelo WinZip
  • Criptografia forte AES-256 nos formatos 7z e ZIP
  • Auto-extração para o formato 7z
  • Integração com Windows Shell
  • Gerenciador de arquivos poderoso
  • Versão poderosa para linha de comando
  • Plugin para FAR Manager
  • Tradução para 79 idiomas (incluindo português brasileiro)

Além de ser uma excelente alternativa no Windows a programas como WinZip e WinRar, o 7-Zip existe em ambientes GNU/Linux como um aplicativo de linha de comando (que é acionado por ferramentas gráficas como o File-Roller, do GNOME). Esse aplicativo serve para tratar do formato 7z, que é outra maravilha do projeto. Veja os recursos do formato:

  • Arquitetura aberta
  • Alta taxa de compressão
  • Criptografia forte AES-256
  • Possibilidade de uso de qualquer método de compressão, conversão e criptografia
  • Suporte a arquivos de até 16.000.000.000 GB (16 exabytes)
  • Nomes de arquivo em Unicode
  • Compressão sólida
  • Compressão dos cabeçalhos dos arquivos

Mais um ponto para o Software Livre! Você pode instalá-lo pelo gerenciador de pacotes da sua distribuição GNU/Linux favorita ou baixá-lo (também a versão Windows) no site do projeto 7-zip. E o 7-zip está sempre presente no CyanPack!

Special: 

A morte olha o relógio (Doomsday Clock)

A morte tem seu próprio relógio

Durante a Guerra Fria as pessoas dormiam e acordavam sob tensão. A qualquer momento poderia acabar o mundo, bastava uma das potências mundiais sair do blefe para o ataque de fato, com suas armas nucleares (e a resposta vindo em seguida). Assim, nesse clima de tensão, nasceu o Relógio do Juízo Final (ou Doomsday Clock). Mantido desde 1947 até hoje, o Relógio do Juízo Final marca simbolicamente o quão perto estamos do "fim da humanidade", o que é representado pela meia-noite (12:00). De início, de olho nas ameaças nucleares, hoje também leva em conta ameças climáticas.

O mais perto que tivemos da meia-noite foi entre os anos de 1953, e 1959, quando marcou 2 minutos para a meia-noite. Entre 1991 e 1994 foi o período em que estivemos mais seguros: 17 minutos para a meia-noite. Hoje o relógio marca 11:55, o que é relativamente preocupante.

O fim do mundo já foi explorado exaustivamente nas obras de ficção (e nas religiões). De quantas formas poderia terminar?

  • Ameaças nucleares
  • Catástrofe ambiental
  • Ameaça astral
  • Paradoxo da viagem no tempo
  • Apocalipse Zumbi
  • Despertar de Cthulhu
  • Ameaça tecnológica-bélica
  • Monstros marinhos
  • Ameaça alienígena
  • Experiências científicas falhas
  • Emburrecimento global

Este último é muito bem retratado no filme Idiocracy, que recomendo bastante. Infelizmente, muitas vezes parece mesmo que estamos caminhando nessa direção. Fico me perguntando que hora o relógio marcaria se levasse em conta todas essas (e outras) possibilidades (algumas bem irreais, vamos dizer...)

Special: 

Hoje é Black Friday, também no Brasil

Black Friday 2012

Black Friday e a nova data comercial do calendário estadunidense. Nascido em 2005 e ocorrendo sempre na quarta sexta-feira do mês de novembro, consiste em uma queima de estoque para preparar as lojas para os produtos do Natal. Nela se encontra descontos de até 70% nos produtos, fazendo com que o dia seja aguardado com ansiedade ano a ano pelos consumidores.

O Brasil também entrou nessa desde 2010. Hoje não é diferente. Mas cuidado! Há lojas que usam de má fé, apenas fingindo preços promocionais. Caso se interesse por algum produto, não se esqueça de conferir o preço de mercado daquele item em sites como Bondfaro e Jacotei.

Não espere nada muito impressionante no geral aqui no Brasil, pois o evento ainda está bem modesto por aqui. Eu achava um exagero esses comentários de que as lojas brasileiras aumentam o preço poucos dias antes para baixar no Black Friday (como a história do "tira os porcos"), mas basta navegar por aí para ter essa sensação quanto a alguns produtos. Lamentável... De qualquer forma, veja uma lista de algumas das lojas que estão participando do Black Friday:

  • Americanas - Pouquíssimos produtos com desconto especial, mas todo o site dá 12% de desconto no boleto + bônus de R$ 120 (para usar depois) nas compras acima de R$ 1.000,00.
  • CTIS Digital - Descontos muito modestos. Não vi nada demaise
  • Dell - Eles também tão dando desconto em alguns produtos
  • Starland - Não é bem Black Friday, mas eles estão dando descontos muito bons a seleções diárias de jogos até segunda-feria.
  • Fastshop - Não conheço essa loja, mas eles tem seus descontos também
  • Leader - Seleção de produtos
  • Magazine Luiza - Seleção com diversos produtos
  • Saraiva - Diversos produtos com descontos modestos (exceto na revelação digital, que tá dando até 50%)
  • Shoptime - Um tanto obscuro. Parece que as promoções vão aparecer melhor no canal de TVSte
  • Stereophonica - Muitos produtos pouca vogal. Ótimo livro Abilolado Mundo Novo, de Carlos Maltz, por R$ 25,00.
  • Submarino - Lista de produtos com desconto
  • Walmart - Seleção de produtos com descontos aparentemente muito bons

Veja algumas dicas de como lidar com Black Friday no Tech Tudo. Lembrando: essas promoções só valem hoje!

Special: 

Assassin's Creed: Aventuras, Exploração e História

Assassin's Creed

Às vezes se ouve a reclamação de que o mundo dos games não tem novidades, limitando-se a perpetuar indefinidamente as franquias antigas. Isso é especialmente irritante nas outras mídias, especialmente quando zeram a história, algo comum no mundo dos super-heróis. No caso dos games não vejo nisso um problema em especial. Tem muitos jogos que atingem alta qualidade e valor, mesmo sendo erguidos sobre franquias antigonas. Veja o Super Mario Galaxy e The Legend of Zelda: Skyward Sword como exemplos.

Mas se por um lado franquias antigas podem ser reaproveitadas em grande estilo, franquias novas são muito bem-vindas (desde que tenham um valor em si e não venham só por vir). E uma das novas franquias que cresce cada vez mais em importância e qualidade é Assassin's Creed, da Ubisoft.

Na história, você é um descendente de assassinos, um grupo organizado que se opõe aos templários no decorrer da História Mundial. Usando um equipamento moderno, você entra em transe e tem que reviver a vida de seus ancestrais, cumprindo missões diversas para que possa localizar artefatos importantes.

O primeiro jogo da série foi lançado há exatos 5 anos e de lá pra cá a franquia já teve vários jogos, indo estes dias para o terceiro título principal. Tem jogos para Playstation 3, Xbox 360 e PC (a linha principal), além de spinoffs para PSP, Nintendo DS e celular (incluindo Android e iOS), PSVita e até para Facebook! (ou devia dizer até pra PS Vita? :-P)

O terceiro título da série principal - que é o primeiro a ser lançado também para um console de mesa da Nintendo (no caso, o Wii U) - quebra o padrão de focar a Europa para focar os Estados Unidos na época de sua independência.

Com todo esse vínculo histórico, fico pensando: depois de Capitão América cair no ENEM será que vai demorar pra ter questão sobre Assassin's Creed?

Você pode encontrar jogos dessa franquia à venda em vários lugares, inclusive no eStarland.

Special: 

Duck Duck Go!

A Internet sempre teve suas eras de buscadores. Lembro quando o Yahoo! era bastante utilizado, lembro de uma época em que usava muito o Altavista. Hoje - há vários anos - o Google domina, mas isso não significa que seja o único.

Você já notou que os links que aparecem nos resultados de uma busca pelo Google não apontam para o site, mas para o próprio Google? Pois é, eles te rastreiam ali também. Eles sabem que buscas você fez, em quais resultados você clicou. Eles sabem com quem você mantém contato via gtalk. Eles guardam seus emails, mesmo quando você os apaga. Convenhamos, amigos, o Google já sabe demais.

Duck Duck Go é um serviço de busca que preza pela privacidade. E tem vários recursos interessantes:

  • Barra de busca fixa no topo da tela;
  • Autocarga dos resultados, sem precisar de paginação;
  • Navegação inteligente pelo teclado: quando usamos os direcionais para cima e para baixo nós passamos a navegar entre os resultados e não a simplesmente rolar a página um tiquinho de nada.
  • Suporte a vários idiomas e uma grande base de busca
  • Busca inteligente, com uma área antes do resultado, mostrando o que há de mais relevante à nossa procura
  • Várias e várias funções ativadas por palavras-chave:
    • Função calculadora: 3*6^5 retorna 23,328
    • Criptografia: se você digitar md5 alguma coisa, ele vai gerar o código MD5 daquilo para você!
    • Gerador de qrcode: busque por qrcode alguma coisa
    • ip address mostra o seu endereço IP
    • Retorna versículos da Bíblia: tente genesis 1:2
    • Código morse: morse SOS
    • Isso é só uma parte do que ele oferece. Há ainda conversões, números aleatórios, ajuda com pronúncia, busca por usuários no twitter e muito mais!
  • Redireciona automaticamente para outros serviços
    • Acrescente !yt para a busca ir para o YouTube
    • Acrescente !gi para buscar no Google Images
    • Acrescente !w para ir na Wikipedia
    • E realmente muitos outros mesmo!
  • Apesar de oferecer privacidade (não usa cookies), você pode ter uma configuração persistente, protegida por uma senha-frase. Isso mesmo, só senha, sem login.

Não é à toa que o Duck Duck Go é a ferramenta default de busca no Trisquel já há algumas versões (e é minha ferramenta de busca padrão há um bom tempo também). Ela pode ser adicionada à caixa de buscas do Firefox, barra de busca e tem até um aplicativo para Android no F-Droid (e no Google Play também).

Por fim, transmito o desafio que a equipe deles faz em sua página About: Faça um teste! Use o Duck Duck Go por uma semana.

Special: 

GameRankings - notas para games

Game Rankings, o site

Você já quis comprar um jogo e ficou na dúvida se seria realmente bom? Seus problemas sacabaram! Chegou o espetacular GameRankings!

Tá, não chegou agora: o site existe desde 1999, mas só agora o conheci e é uma ideia realmente fenomenal. O Game Rankings coleta avaliações de jogos de diversos sites e faz uma média, com cada jogo recebendo uma nota na forma de porcentagem de aceitação.

Por exemplo, digamos que você tenha um 3DS e esteja na dúvida entre os jogos Mario Kart 7 e Super Mario 3D Land... Olhando lá no GameRankings, o Mario Kart 7 (com 45 artigos) tem 84,96%, enquanto o Super Mario 3D Land (com  53 artigos) tem 90,19%. Resolvida a dúvida!

Aproveitando, deixo aqui duas listas bacanas: os melhores e piores jogos de todos os tempos segundo o Game Rankings.

Melhores Jogos

PosiçãoJogoConsoleFabricanteAno de publicaçãoAnálises% Aceitação
1The Legend of Zelda: Ocarina of TimeNintendo 64Nintendo19982497,58%
2Super Mario GalaxyWiiNintendo20077797,46%
3Super Mario Galaxy 2WiiNintendo20105497,12%
4Grand Theft Auto IVPlaystation 3Rockstar20086197,05%
5SoulcaliburDreamcastNamco19992496,94%
6Uncharted 2: Among ThievesPlaystation 3Naughty Dog20097996,46%
7Metroid PrimeGame CubeRetro Studios/Nintendo20028496,35%
8Tekken 3PlaystationNamco19982296,30%
9The Orange BoxXbox 360Valve/EA Games20075896,26%
10Grand Theft Auto IVXbox 360Rockstar20088496,22%

Piores Jogos

PosiçãoJogoConsoleFabricanteAno de publicaçãoAnálises% Aceitação
-1Charlie's AngelGame CubeNeko/Ubisoft20032124,57%
-2AmyXbox 360VectorCell/Lexis Numerique20122625,81%
-3AmyPlaystation 3Lexis Numerique20122327,84%
-4Rogue WarriorXbox 360Rebellion/Bethesda Softworks20092329,17%
-5Ping PalsNintendo DSWayForward/THQ20042029,18%
-6McFarlane's Evil ProphecyPlaystation 2Konami20042532,95%
-7American McGee Presents Bad Day LAPCEnlight/Aspyr20062233,75%
-8Bomberman: Act ZeroXbox 360Hudson/Konami20064433,97%
-9Bruce Lee: Quest of the DragonXbox 360Ronin/Universal20024035,51%
-10Mobile Suit Gundam: CrossfirePlaystation 3Namco Bandai20063635,68%
Special: 

Sonic and the Secret Rings (Wii)

Sonic and the Secret Rings - Wii

Quem diria que o mascote da Sega apareceria nos consoles da Nintendo? Voltando ao mundo dos games, terminei me deparando com essa realidade, que já acontece há vários anos, talvez desde que a Sega deixou de fabricar consoles. Foi um dos primeiros jogos que comprei na eStarland. Comprei um usado para testar, até porque estava muito barato (está por pouco mais de US$ 6. O novo custa US$ 17.50), e eu estava curioso para ver como seria. Vamos a uma análise geral.

Sonic and the Secret Rings é inspirado nas Mil e uma Noites. Nele, o ouriço azul é levado a um mundo alternativo, onde termina encontrando vários dos elementos aos quais já está acostumado, mas distorcidos, representando elementos do mundo dos famosos contos arábicos.

Erazor está apagando as páginas das Mil e uma Noites e, com ajuda da gênia Shahra (a gênia do anel), Sonic deve salvar esse novo mundo para poder voltar ao seu próprio.

Lançado em 2007 no lado de cá do mundo (em 2006 no Japão), Sonic and the Secret Rings é um jogo de ação e aventura sobre trilhos. Aquele estilo que limita nosso deslocamento pelo cenário, o que acontece de maneira controlada pelo próprio jogo. O controle é feito com o remote na horizontal, aproveitando tanto os botões de ação como o direcional digital e o movimento de chacoalhar.

Essa jogabilidade é estranha a princípio, diferindo muito do estilo plataforma dos jogos mais antigos Sonic, mas tem seu próprio mérito. As fases também não seguem o estilo tradicional, cada uma exigindo um desafio diferente, até porque as fases são agrupadas em capítulos, compartilhando do mesmo cenário. Numa fase você precisa chegar até o fim, na outra o objetivo é correr mais rápido que a Shahra, em uma outra você deve passar sem derrotar nenhum inimigo, e por aí vai. Há também uma pontuação dependendo de quão bem você termina a fase. Você pode ganhar medalhas se terminar a fase muito bem, algumas dessas medalhas liberam novas fases ou os troféus, que tomam forma de elementos extra como fotos e videos.

O jogo acrescenta elementos de RPG, já que ao final de cada fase o Sonic ganha uma certa quantidade de pontos de experiência. A cada nível, novas habilidades podem se tornar disponíveis. Essas habilidades podem ser combinadas de quatro formas diferentes. Você pode definir quatro perfis de habilidades e, ao início de cada fase, escolher que perfil utilizará.

Um outro ponto positivo é a presença de um jogo de festa, simulando tabuleiro com minigames (para até quatro jogadores), como mais um plus. Para quem tem pouquíssimos jogos de Wii, essa modalidade acaba suprindo uma lacuna (claro que não se compara aos jogos da franquia Mario Party).

Special: 

Painel autodestrutivo em wxPython

 

Se você não tem nada a ver com programação, nem tem interesse no assunto, simplesmente ignore este artigo.


Mike Driscoll tem um blog dedicado a Python chamado The Mouse vs. the Python e eventualmente há excelentes artigos por lá.

Esta é uma tradução livre do artigo wxPython: Making a panel self-destruct e modifiquei sutilmente algumas coisas, incluindo os exemplos.


Outro dia vi uma pergunta no StackOverflow sobre como destruir e criar dinamicamente painéis depois de passado um certo tempo. Eu sugeri ao questionador que usasse os exemplos dos artigos do meu blog, onde eu destruia e criava botões, mas ele não entendeu. Desta forma, escrevi um exemplo simples onde o painel mostra um contador regressivo e então se destrói e é substituído por um outro painel.

Aqui está o código para o seu deleite:

# coding: utf-8
import wx
 
########################################################################
class PanelOne(wx.Panel):
    """"""
 
    #----------------------------------------------------------------------
    def __init__(self, parent):
        """Constructor"""
        wx.Panel.__init__(self, parent)
 
        self.countdown = wx.StaticText(self, label="Esta mensagem se autodestruirá em 10 segundos")
 
 
########################################################################
class PanelTwo(wx.Panel):
    """"""
 
    #----------------------------------------------------------------------
    def __init__(self, parent):
        """Constructor"""
        wx.Panel.__init__(self, parent)
 
        txt = wx.StaticText(self, label="Pow!")
 
 
########################################################################
class MainFrame(wx.Frame):
    """"""
 
    #----------------------------------------------------------------------
    def __init__(self):
        """Constructor"""
        wx.Frame.__init__(self, None, title="Painel do Inspetor Bugiganga")
        self.panelOne = PanelOne(self)
        self.time2die = 10
 
        self.timer = wx.Timer(self)
        self.Bind(wx.EVT_TIMER, self.update, self.timer)
        self.timer.Start(1000)
 
        self.sizer = wx.BoxSizer(wx.VERTICAL)
        self.sizer.Add(self.panelOne, 1, wx.EXPAND)
        self.SetSizer(self.sizer)
 
    #----------------------------------------------------------------------
    def update(self, event):
        """"""
        if self.time2die < 0:
            self.panelOne.Destroy()
            self.panelTwo = PanelTwo(self)
            self.sizer.Add(self.panelTwo, 1, wx.EXPAND)
            self.Layout()
            self.timer.Stop()
        else:
            msg = "Esta mensagem se autodestruirá em %s segundos" % self.time2die
            self.panelOne.countdown.SetLabel(msg)
        self.time2die -= 1
 
if __name__ == "__main__":
    app = wx.App(False)
    frame = MainFrame()
    frame.Show()
    app.MainLoop()

Quando você executar este código, você verá algo parecido com isso:

Tela em contagem

A contagem durará 10 segundos, então você verá isso:

Tela após a contagem

Se você quiser aprender mais sobre contadores, eu escrevi um artigo que trata do assunto. Divirta-se!

Special: 

Humble Bundle 6: ajude e se divirta

O sexto Humble Bundle está no ar há alguns dias e encerra sua coleta de doações em 5 dias e meio! A média da última vez que olhei estava um pouco acima dos 6 dólares.

O sistema é que você doa a partir de um dólar e recebe o pacote de seis jogos, incluindo os albuns que compoem a trilha sonora desses jogos. A média é importante por uma razão: se você doar acima da média, você ganha itens adicionais. São cinco jogos bônus para quem doar acima da média. Detalhe que todos os jogos estão disponíveis para Windows, Mac e GNU/Linux (exceto o Vessel, que ainda está sendo portado para o pinguim)!

O que gostaria de destacar desta edição (as anteriores eu não conheci) são os dois que têm relação com RPG.

Torchlight foi lançado inicialmente em 2009 e ganhou o Best Debut Game Award no Game Developers Choice Awards de 2010. Em 2010 ganhou versão para Mac OS; em 2011 para XBox 360; e 2012 foi a vez de aparecer em GNU/Linux, justamente para este Humble Bundle.

Torchlight é um Action RPG estilo Diablo, com três classes de personagem, visual agradável e estilo de organização (ficha de personagem, equipamento, habilidades...) simples, mas bacana. Detalhe para o animal de estimação, que pode levar os itens para vender na cidade enquanto você está dentro da dungeon (isso já acontece em outros jogos, mas não deixa de ser uma coisa útil e interessante).

Já o Wizorb é um dos jogos que você recebe como bônus se fizer uma doação acima da média. O curioso é que se trata de um Arkanoid, mas num contexto de RPG clássico. Você é um mago que se transforma uma barra e uma esfera, tendo que enfrentar desta forma criaturas no cenário. Entre os estágios, há encontros e diálogos no melhor estilo RPG bidimensional. É um jogo que vale nem que seja pela curiosidade.

Os outros jogos são:

  • Rochard - plataforma
  • Shatter - estilo Arcanoid, com supervisual
  • Space Pirates and Zombies - jogo de nave com galáxias geradas aleatoriamente
  • Vessel - plataforma
  • Dustforce (bônus) - plataforma, de uma equipe de faxina
  • Bit.Trip Runner (bônus) - plataforma que usa apenas um botão, provavelmente nasceu pensando em celulares...
  • Gratuitous Space Battle (bônus) - estratégia espacial
  • Jamestown (bônus) - jogo de nave e tiro (aquele com a tela rolando de cima pra baixo), com temática steampunk

Ao doar ao Humble Bundle, você decide a porcentagem que vai para o projeto Humble Bundle, para os desenvolvedores e quanto vai para as duas instituições de caridade ajudadas.

Páginas